• Redação

Ronaldo desembarca em BH pela primeira vez após assumir o Cruzeiro


Ronaldo desembarcou no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (11)


Dono de 90% das ações da Sociedade Anônima do Futebol do Cruzeiro, o ex-jogador e investidor Ronaldo desembarcou no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (11). Recuperado da COVID-19, o empresário chega à capital mineira pela primeira vez após assumir o controle do departamento de futebol celeste.


Em dezembro de 2021, Ronaldo se tornou sócio majoritário da SAF da Raposa ao comprar 90% das ações por R$ 400 milhões. O ídolo do futebol brasileiro também se tornou solidário à dívida celeste, que se aproxima da casa de R$ 1 bilhão.

Ronaldo tinha viagem marcada a BH para 2 de janeiro, quando o Cruzeiro completou 101 anos, mas precisou adiar em função da COVID-19. O ex-jogador testou positivo para o coronavírus logo após o Reveillón.


A programação completa do Fenômeno na capital mineira ainda não foi divulgada oficialmente pelo Cruzeiro, mas começará com um encontro com sócios-torcedores da categoria Diamante - associados que pagam mensalidade de R$1.200. Esse bate-papo deverá acontecer por volta de 11h.


No fim da manhã, Ronaldo deve conceder entrevista coletiva virtual. Os jornalistas credenciados enviaram perguntas ao investidor da SAF com antecedência. Será a primeira manifestação oficial de um integrante da nova gestão do Cruzeiro.


A viagem do ex-atacante também servirá como uma tentativa de aparar arestas que geraram tensão inicial com a torcida celeste. Em grande reformulação, que promoveu mudanças na comissão técnica e no elenco para a temporada 2022, a nova gestão concretizou a saída do goleiro Fábio, um dos maiores ídolos da história da Raposa. A atitude teve péssima repercussão entre os torcedores.

O Fenômeno também terá reunião com o elenco e a comissão técnica. As conversas buscarão alinhar as diretrizes do trabalho a ser realizado em 2022, que tem o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro como principal objetivo.



Fonte: Estado de Minas