Pop! Pop!

Cultura pop, TV e o que acontece nas Redes Sociais

macelo-falcao-e-condenado-a-prisao-por-nao-pagar-pensao-1024x683.jpg.jfif
Foto: AgNews
Marcelo Falcão é condenado à prisão por não pagar pensão
12 de novembro 2021
Cumprindo agenda de shows nos Estados Unidos, Marcelo Falcão, ex-vocalista do O Rappa teve sua prisão decretada nesta quinta-feira, 11 de dezembro de 2021. O motivo? Falta de pagamento de pensão alimentícia a sua filha, Ágatha.
Ele não está no Brasil, então, deve receber a ordem de prisão apenas quando pousar em solo brasileiro. Seu último show internacional acontece no dia 21 de novembro, então, até lá, ele segue ‘sem saber’ do fato. Pelo menos, não oficialmente. Além disso, ele não vai para uma cadeia comum. Por causa da pandemia e em determinação do juíz, Falcão deverá ficar 60 dias em prisão domiciliar, podendo sair de casa apenas por complicações de ordem médica.

A filha, hoje uma mulher, precisou fazer teste de DNA para comprovar que ela era realmente fruto de uma relação do cantor com a mãe biológica dela. Em 2016, o exame positivo foi publicado e, desde então, a briga pelo pagamento dos alimentos é uma disputa.


 

A informação foi primeiramente publicada pela jornalista Fábia Oliveira. Ela conversou com o advogado que acompanha o caso do lado da filha. Apesar de não dar detalhes da decisão da prisão. Ainda assim, revelou que vários recursos impediram que a decisão saísse anteriormente, uma vez que o processo corre desde 2008.

“O processo se arrasta há 13 anos, ainda em primeira instância, em razão de inúmeros recursos procrastinatórios interpostos”, afirma.

FALÊNCIA

 

Por causa da pandemia e do ‘declínio’ de sua carreira, a defesa de Falcão afirmou ao G1 que o valor de R$80 mil excede as possibilidades do artista de cumprir com as determinações legais. Contudo, o Poder Judiciário afirma que faltou descaso em cumprir os acordos.

“Nos presentes autos está demonstrado de forma clara o descaso do executado em relação ao cumprimento de sua obrigação em pagar a integralidade dos alimentos à filha, hoje maior”, disse Andre Cortes Vieira Lopes, juíz da 18ª Vara de Família do Rio de Janeiro.

Apesar de a filha já ser maior e, por consequência, responsável pela própria vida, a dívida cobrada refere-se aos alimentos que Falcão deveria ter pago ao longo de sua infância e adolescência, o que ele não cumpriu, como apurou a justiça.

Além disso, o juiz ainda destacou que várias tentativas de parcelamento e outras formas de pagamento foram sugeridas ao artista, que demonstrou desinteresse em fazer um acordo com a defesa da filha. Sendo assim, a fala da justiça vai de encontro com a fala do advogado de Ágatha sobre ‘recursos interpostos’.

Fonte: O Fuxico